O Livro da Selva. Disney por gentileza, Continue!!

Faaala nerds, eae comeqvcsestão? Eu vou bem! Hoje vou ser bem sucinto nessa ‘análise’ de um filme infantil sqn daquele estilo que só a terra encantada do nosso camundongo preferido consegue fazer e essa fórmula tem proporcionado boas receitas aos descendentes do Walt.

https://i1.wp.com/s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/17/41/05/174105abea21f3a882593134378cf45b.jpg?w=800&ssl=1

Vamos láa..

Fui ao cinema com mamai, faz tempo que não fazia isso, porém um agravante que vou considerar aqui é ter ido à sessão das 16h, na entrada do cinema parecia saída de escola de primeiro grau, tinha mais criança que dia de Cosme e Damião e creio que isso tenha prejudicado um pouco minha atenção ao filme, mas nada que tenha estragado a experiência com a historia.

thejunglebook disney the jungle book jon favreau mowgli

 

Não tava esperando nada grandioso nem complexo demais, porém aí sim fomos surpreendidos, a historia como todos sabem trata-se de uma “fábula” que não é bem uma fábula, pois os animais não são antropomorfos e um menino humano é criado por lobos e deve se tornar um deles.

A adaptação foi bastante fiel, pelo menos ao que consigo me lembrar da historia, destaque também à animação e às vozes dos animais que têm um mega elenco, com Scarlett Johansson, Bill Muray, Ben Kingsley, Lupita Nyong’o, Giancarlo Esposito, Idris Elba e outros.

Parabéns especiais ao Jon Favreau (trilogia Homem de Ferro) que dirigiu de maneira bem criativa, um ator infantil sem nenhum “ator” para contracenar e conseguiu extrair um ótimo resultado. De maneira geral é um bom filme com uma historia linear bem aproveitada e com roteiro bem fechado. Destaque como citei acima ao elenco, à interpretação do Neel Sethi (Mowgli) e a fidelidade à historia, uma ótima pedida para ir ao cinema com crianças. Ah detalhe, assisti dublado e creio não ter perdido nada do filme. A dublagem apesar de estar recheada de atores da globo e não dubladores de fato está muito boa.

 

Nota:

03 Motherfucker

 

 

 

 

 

Direção: Jon Fravreau

Roteiro: Justin Marks

 

See Ya!

E lembrem-se: SOMENTE O NECESSÁRIO.

 

Lucas Barbosa

nerd, rap addicted, acha que entende futebol americano e tenta ser podcaster.