Os Games Lançados em 1998

1998, um ano que marcou o cinema com Armagedon, Resgate do Soldado Ryan, Show de Truman, Blade e tantos outros. Marcou também nos games da geração. Inovando, não somente nos gráficos do PS1 e Sega Saturno, mas com belos roteiros e dinâmica no gameplay.

 

A seguir listaremos 6 jogos dignos de 5 MotherFuckers. Então, resgate seu console antigo no armário ou corra procurar emuladores, pois a vontade de voltar a jogar vai ser grande.

 

CARMAGEDON II: CARPOCALYPSE NOW

Você decide, quer ganhar a corrida chegando em primeiro ou ganhando pontos destruindo os inimigos competidores. Aqui você é o rei das pistas, e pode ganhar por colocação de chegada, eliminando os outros carros ou matando todos os pedestres (motivo pelo qual foi banido em vários países). São 10 corridas ao todos, com direito a pedestres zumbis ou até mesmo alienígenas. Ganha meu carisma apenas pela violência gratuita e a referência a um clássico dirigido por Francis Ford Coppola. Pena que sua plataforma de comércio ficou apenas no PC e MAC.

Resultado de imagem para carmageddon 2 gif
Ja sabe, se achar o jogo interessante, passagem garantida para o Inferno.

 

HALF LIFE

Odiado por uns, idolatrado por outros, a Valve lança seu famigerado HλLF-LIFE, ambientado (supostamente) no mesmo universo de Portal, o jogo foi pioneiro em muitas ferramentas narrativas e motor gráfico aprimorado, usado por toda década seguinte como inspiração. Tudo o que conhecemos hoje a respeito de narrativa nos FPS, foi graças a ele e durante o ano seguinte ele ganhou diversos games, inclusive o Game oficial the Tear from PC. A história? Digamos que um experimento deu errado desencadeou uma cascara de ressonância, rompendo a fronteira entre o nosso mundo e um outro bem mais assustador… mas seremos obrigados a publicar uma matéria só para ele, mas podem pensar a respeito sobre algumas surpresas na superfície, à viagem de Freeman ao além e a chance de ver BlackMesa, a incubadora onde uma lenda nasceu.

Resultado de imagem para half life gif
É obvio que essa não é uma cena do jogo de 98, mas olha esse demonio alienígena sendo estourado!!!!

 

METAL GEAR SOLID

Quem nunca ouviu o grito do Coronel Roy Campbell “Snake, Snaaakeee”. Eu sim, e muito.

Metal Gear inovou também, mas nos elementos de espionagem. O jogo oferece um cenário muito amplo, inteligência artificial aprimorada nos guardas e chefões de tirar o seu fôlego (e a paciência). A história e trilha sonora são obras primas a parte, não me impressionaria se ficasse sabendo de alguém que chorou no final. O jogo se segura sozinho, mas se torna uma experiência de vida, se for acompanhado com toda a saga.

Resultado de imagem para metal gear solid
A proporção de um Metal Gear, as maquinas que dão nome ao jogo.

 

RESIDENT EVIL 2

Zumbis, puzzle e portas sendo arrombadas e te fazendo saltar do sofá de tanto susto. Um jogo perfeito, PER-FEI-TO. Perfeito em todos os sentidos. Ele tem dois CDs narrativos na versão japonesas (Biohazard). Finalmente conseguimos entender a situação de Raccoon City, a história é contada através de cartas, diários e relatórios dados por oficiais. As armas evoluem conforme o game vai se desenrolando, os inimigos também. Os chefes te pressionam ao ponto do controle suar nas mãos e o alívio é divino quando entramos na sala dos Sabe.

Resultado de imagem para resident evil 2
Claire e Chris Redfield, protagonista jogáveis na franquia.

 

STREET FIGHTER ALPHA 3

Tinha que ter um jogo de luta nesta lista e Alpha 3, na minha humilde opinião de jogador de bosta, foi de longe o melhor jogo até Street Fighter IV, em 2008. O game oferece 3 modos de luta, personagens à serem desbloqueados. Os diálogos antes, durante e depois da luta são bem dinâmicos e os finais, ao contrário de muitos jogos de luta, fazem sentido. Os personagens são desenhados de forma avantajada e os especiais são uma arte de tirar o fôlego, bem parecido com o que seria Marvel vs Capcom, lançado no mesmo ano para Arcade e nos próximos dois para os demais consoles.

Imagem relacionada
Iniciando com 25 e terminando com 37. Esse foi, o SF com mais personagens até o momento.

THE LEGEND OF ZELDA: OCARINA OF TIME

Os anos 90 foi a melhor década para a Nintendo e Ocarina of Time foi definitivamente um dos que marcaram a família 64 bits. Um jogo envolvente que levou com êxito o desafio de  reinventa-lo para o mundo complexo do novo Nintendo, isso se define a partir do momento que Link dá seu primeiro passo melancólico pelas névoas de Hyrule Field, isso deixa claro que a marca está mais a altura da tarefa e está é uma aventura que raramente decepciona. O mais fascinante é como o desenvolvedor sempre têm resultados exagerados, com sistema de combate que inventou o alvo com o gatilho da esquerda e problemas que se desenrolam com reviravoltas temporais à medida que Link passa de um período temporal a outro. TRata-se de uma opção de design que também transforma o jogo em algo realmente comovente, conforme a criança se torna homem e precisa se encaixar em um mundo em que tudo saiu do controle. E, finalmente, temos Epona, o veículo mais maravilhosamente pessoal de todos os tempos.

Resultado de imagem para the legend of zelda ocarina of time gif
Não era só um cavalo, era praticamente um guia para todo o mundo aberto.

 

 

É isso, 98 foi um ano divino. Nação apenas pelos jogos lançados. Mas também porque foi o ano de meu primeiro console. E vocês, qual o anos de aquisição do primeiro vídeo game? Querem saber os jogos lançados na época? Então comentem abaixo ou nos contate:

Rafael Peregrino

Musica, filmes e livros me definem. Um violão, um café, um papel e uma caneta me descrevem. Mas quem eu amo pode sempre dizer mais de mim Do que eu mesmo