Clubes da Luta já chegaram a existir

A primeira regra do Clube da Luta é não falar do Clube da Luta. Só que foram falar justamente para Chuck Palanniuk.

Após o lançamento do título, Chuck ficou surpreso em vender rapidamente os direitos para a Fox, já que o livro não fez tanto sucesso no primeiro ano. O filme por sua vez não fez tanto sucesso também, gastou 63 milhões e lucrou 101 milhões (EUA).

Mas o nome se espalhou e os DVD’s também. Pelo mundo o nome do escritor foi dilacerado por Brad Pitt, Edward Norton, Helena Bonhan Carter e David Fincher, e em qualquer lugar do mundo que ele ia se ouvia falar em um Clube da Luta… e o Projeto Mayhem (Desordem e Destruição). Lugares como Austin, Lisboa e Madrid o escritor encontrou o “secreto” clube ativo e foi ainda condecorado por um deles a ser o próprio Durden.

Ao tentar explicar, os membros apenas riam com o sentido de ser uma piada. Chuck publicou a segunda edição de seu livro em 2002 com um adendo no final, explicando da onde ele tirara a inspiração de cada personagem, como ele criou toda essa fantasia e como foi sua reação sobre o filme. Nessas últimas páginas ele cita rapidamente sobre os Clubes da Luta reais e diz que não está envolvido em nenhum deles e que não foi sua intenção criar um movimento fora de sua ficção.

A quem diga que tanto o Clube da Luta quanto o Projeto Mayhem ainda existem, e se por acaso esse post chamar a atenção de alguém… O prédio do servidor do meu cartão de crédito ainda está de pé, #FicaaDica.

Rafael Peregrino

Musica, filmes e livros me definem. Um violão, um café, um papel e uma caneta me descrevem. Mas quem eu amo pode sempre dizer mais de mim Do que eu mesmo